Você está em » Economia
Em 22/08/2018 09:23:55

A Caixa Econômica Federal atingiu lucro líquido de R$ 6,7 bilhões no primeiro semestre de 2018, crescimento de 63,3%, em 12 meses. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (20) pela instituição e é o maior já alcançado pelo banco em um semestre.  

Os números do segundo trimestre deste ano também foram positivos. Nos últimos três meses, o lucro líquido foi de R$ 3,464 bilhões. O valor é 33,9% maior que o apurado em igual período de 2017. Em relação ao 1º trimestre (R$ 3,2 bilhões), a alta foi de 8,6%. 

De acordo com o balanço, houve aumento de receitas com a prestação de serviço e queda nas despesas administrativas nos primeiros seis meses deste ano. Com isso, o resultado operacional atingiu R$ 9,1 bilhões, aumento de 127,0% em comparação com o mesmo período de 2017. Para o presidente da Caixa, Nelson de Souza, "os índices demonstram que estamos em linha com as boas práticas de mercado".  

Ainda segundo Souza, “o resultado do semestre deixa clara a intenção do que planejamos em 2016 e intensificamos em 2018”. Os gastos com pessoal reduziram 7,5% devido, principalmente, à diminuição do quadro em virtude dos programas de demissão voluntária. Outras despesas administrativas reduziram 2,3%. 

O banco também manteve liderança no mercado de crédito imobiliário, com a marca de 69,3% de participação no primeiro semestre de 2018. A carteira imobiliária registrou um saldo de R$ 436,5 bilhões, um aumento de 3,6%. A poupança, por sua vez, atingiu saldo de R$ 283,2 bilhões ao final do semestre, avanço de 8,4%. 

Já o índice de inadimplência registrou 2,5%, um recuo de 0,4% em comparação ao primeiro trimestre do ano, permanecendo estável em relação ao primeiro semestre de 2017. A média do mercado é de 3,6%.

Em 12 meses, a Caixa conquistou 4,5 milhões de novos clientes. Em junho, eram 90,8 milhões de correntistas e poupadores, sendo 88,1 milhões de pessoas físicas e 2,8 milhões de pessoas jurídicas.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Caixa Econômica Federal