Você está em » Direito
Em 29/03/2016 07:57:00

 A presidenta Dilma Rousseff manifestou, no domingo (27), em seu perfil no Twitter, satisfação com a dedicatória da cineasta Anna Muylaert, que recebeu o prêmio “Faz Diferença”, do jornal O Globo, pelo filme “Que horas ela volta?”. Em seu discurso, a cineasta dedicou o prêmio às “Jéssicas” reais (homens e mulheres) que hoje estão na universidade e ao ex-presidente Lula e à presidenta Dilma, a quem ela atribuiu responsabilidade pela democratização do acesso às universidades.

O filme conta a história de Jéssica (personagem de Camila Márdila), filha da doméstica Val (Regina Casé), que sai do Nordeste para prestar vestibular em São Paulo.

“Nossos programas – do meu governo e do governo Lula – ampliaram o acesso e possibilitaram que filhos de domésticas cursassem o Ensino Superior. De 13 anos para cá, a cara das universidades mudou”, disse a presidenta. “Hoje está mais plural, colorida, democrática – como deve ser.”

Dilma exemplificou com dados de 2014, quando 35% dos formandos do Ensino Superior foram os primeiros de suas famílias a chegar à universidade. “Avanços como esse não serão barrados e seguiremos ampliando as oportunidades para que mais e mais brasileiros tenham um futuro melhor.”

Fonte: Blog do Planalto