Você está em » Política
Em 13/12/2012 10:47:00

  O governo decidiu disponibilizar mais R$ 400 milhões na linha emergencial de crédito operada pelo Banco do Nordeste nos estados afetados pela seca, entre eles o Piauí, onde em quase a totalidade dos municípios não chove desde o início deste ano. Os recursos estarão disponíveis até fevereiro de 2013. A linha emergencial começou a ser operada com recursos no valor de R$ 1 bilhão, logo ampliada para R$ 1,5 bilhão. Com mais R$ 400 milhões, o total de recursos para crédito de investimento, capital de giro e custeio agrícola e pecuário sobe para R$ 1,9 bilhão. O limite de crédito varia entre R$ 12 mil e R$ 100 mil, com juros de até 3,5% ao ano e um período de carência. A maioria dos créditos contempla pequenos produtores rurais enquadrados no Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), em operações de juros de 1% ao ano e prazo de 10 anos para pagamento, com até três anos de carência. No Piauí, 192 dos 224 municípios decretaram estado de emergência por causa da seca. Desde o início do ano, o Governo do Estado vem disponibilizando caminhões-pipa para o abastecimento das comunidades mais afetadas pela falta de chuvas, principalmente na região do Semiárido, a mais afetada. Além disso, vem executando um amplo programa de recuperação e perfuração de poços, de construção e recuperação de pequenas barragens e de implantação de pequenas adutoras. “Não vamos deixar que nenhum piauiense passe sede”, assegura o governador Wilson Martins.