Você está em » Economia
Em 12/07/2017 16:05:04

Entre maio e junho deste ano, 2.767 empregos foram mantidos no setor automobilístico com o apoio do Programa Seguro Emprego (PSE). A iniciativa do Ministério do Trabalho prevê que as empresas que aderirem ao programa possam reduzir a carga horária e os salários para preservar as vagas. Enquanto isso, o governo federal compensa a renda abatida dos trabalhadores.

Até junho, 4.986 empregos foram mantidos pelo setor pelo PSE. O programa abrange sobretudo as micro e pequenas empresas que foram atingidas pela crise econômica. Desde janeiro, dez empresas aderiram à iniciativa. Os benefícios chegam a um total de R$ 15.973.202,79 para três setores – construção civil, fabril e automobilístico. 

A previsão do Ministério do Trabalho é manter o programa até o fim do ano que vem. A medida permite que as empresas aprovadas reduzam em até 30% a jornada de trabalho dos seus empregados, com diminuição proporcional de salários. O governo federal complementa 50% do valor reduzido da renda desses trabalhadores, até o teto de 65% do valor máximo da parcela do seguro-desemprego.

Podem aderir empresas de todos os setores, desde que comprovem a situação de dificuldade econômica-financeira. A adesão pode ser solicitada ao Ministério do Trabalho até 31 de dezembro de 2017, observado o prazo máximo de 6 meses a cada solicitação.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Trabalho