Você está em » Literatura
Em 05/06/2018 10:18:50

INIGUALÁVEL E INSUBSTITUÍVEL HERCULANO MORAES

 

Magno Pires

 

            Morte súbita. Traiçoeira. Fora do tempo. Desarrazoada. Surpreendera a maioria de seus familiares, colegas, amigos e acadêmicos. Ninguém imaginava que seria tão rápido. Mas foi mesmo desarrazoadamente.

            A sua morte deixa um vácuo enorme e insubstituível na literatura e na Academia Piauiense de Letras – APL.

            Herculano Moraes é inigualável.É único. Sem similar.

No quadro atual da APL não há nenhum acadêmico com as suas qualidades de acadêmico, de literário, gramático, escritor, jornalista, romancista e revisor de textos que lhe supere no interesse pela divulgação da cultura. Pode até ter alguns com mais títulos, com mais conhecimento e saber, com graduação, mestrado e doutorado, Ph.D., como efetivamente os têm, porém, nenhum com os atributos acima nominados; e como profícuo divulgador da Casa de Lucídio Freitas.

E nenhum escreve tão bem quanto ele. Sua escrita, era o melhor texto do Piauí, sua prosa, sua gramática..., enfim, os seus textos são perfeitos. Sui generis. Escreve com uma inarredável e incomum capacidade de entendimento, Sem tergiversações. Sem subterfúgios. Sem repetições.

A objetividade é uma marca incomum da sua escrita. Inteligível. Não é obscura. É de fácil compreensão e percepção. Trabalho enxuto.

Ele é mesmo insubstituível. E inédito. Pois, nenhum acadêmico divulgou tanto para jovens e adolescentes, pacientemente, a academia, o conhecimento, o saber, a cultura, a gramática, a escrita, o ensino e a educação.

            Foi incansável ao receber estudantes na APL; discutir com eles textos literatos; apreender e ensiná-los despojadamente; corrigir textos; elaborá-los, divulgá-los e estimulá-los entre estudantes. Era um interlocutor permanente do conhecimento, do saber, da leitura e da escrita. Verdadeiro apanágio. Sacrifício e vocação de sacerdócio.

            As suas constantes intervenções nas reuniões da Academia eram um ensinamento constante e histórico. Era tranquilo, calmo, flegmático, na conversação. Pragmático. Sem rodeios. Elogiava sem pretender agradecimentos. Desejava apenas divulgar mais o conhecimento. Era insuperável.

            A história do Herculano Moraes é vasta, bonita, exemplar e dignificante. Histórica porque pode ser seguida. Eternizada. E honrada. E honrou o seu tempo. Construindo-o com argamassa e têmpera de ótima qualidade e conteúdo. Era um feitor da cultura. E esgrimista da persuasão ao escrever.

            E, por onde passou, exercendo os mais diversos cargos públicos e privados, o fez com sabedoria, Inteligência; deixando uma herança e/ou um espólio inatingível.

            Herculano era um homem simples e humilde. E de uma simplicidade e humildade invulgares; fez uma multidão de amigos, admiradores e seguidores. Inteligentemente desconhecia os desafetos. Na própria academia era unânime a sua benquerença. Todos os acadêmicos gostavam dele. Todos mesmo!

            Houve unanimidade quanto aos seus escritos e prédicas.

            Foi vereador de Teresina em duas oportunidades. E na época em que os políticos se elegiam sem investir somas enormes nas campanhas e de origens sadia. Destacou-se no exercício da política em Teresina, embora filho da longínqua São Raimundo Nonato, no extremo sul do Piauí, na região do semi-árido, da seca bruta, onde chove pouco e o sol é dilacerante. Inclemente. Daí a origem do seu atavismo.

            Achando pouco as inúmeras palestras, publicação de livros, saraus, encontros literários, discussões acadêmicas..., as explicações como funcionava a APL para centenas de alunos e visitantes... Ensinou também literatura; E ainda, insatisfeito com esse trabalho, danou-se pelo interior do Piauí e do Maranhão (TIMON), a ensinar e criar academias de Letras, de jornalismo, de Arte, de Ciência, de ecologia... Expressando, certamente, e ainda mais,                sua insaciabilidade, vontade literária, para transmitir e divulgar a cultura.

            O mundo acadêmico piauiense e brasileiro literalmente estão mais pobres, apeguenados, com o falecimento prematuro e súbito desse, repito inigualável, incansável e insubstituível Herculano Moraes. Deixa incomensuráveis saudades e um vácuo inédito que não terá alguém capaz de ocupá-lo.

            Esse é o amigo Herculano Moraes que conheci ainda na década de 60/70, passados quase 50 anos. E mais de perto, e profundamente, quando no desempenho das funções de Secretário de Comunicação Social do ex-governador Lucídio Portela (1979-1983). E daí advém também essa amizade histórica. Consolidada.

 

Magno Pires é membro da Academia Piauiense de Letras, ex-Secretário da Administração do Piauí, ex-consultor jurídico empresarial da Companhia Antactica Paulista (Hoje AMBEV) 32 anos. Portal www.magnopires.com.br com 102.700.118 acessos em 8 anos e seis meses, e-mail: magnopires_mp@yahoo.com.br.