Você está em » Negócios
Em 01/07/2013 16:49:00

Com o intuito de viabilizar a produção leiteira no Piauí, o Governo do Estado, por meio da Agência Piauí Fomento, está disponibilizando o Programa Fomento Leite, que deve contemplar 200 produtores de leite no estado. Através de uma linha de crédito, que dispõe até R$25 mil ao produtor, este poderá investir no acesso às novas tecnologias e técnicas que possibilitem a melhoria das condições de produção e aumento da produtividade. Para tanto, serão investidos no programa um total de R$2 milhões.

“A implantação de uma linha de crédito desta natureza é uma forma de viabilizar o acesso dos pequenos produtores às novas tecnologias, dando condições para que eles possam ampliar a sua produção e, com isso, diminuir o déficit de importação de leite com outros estados”, ressalta o governador Wilson Martins.

Atualmente, 70% do leite que é consumido no Piauí vêm de outros estados. Com uma capacidade de processamento de 300 mil litros de leite por dia nas usinas instaladas no Estado, hoje, os produtores só conseguem viabilizar o processamento de apenas 80 mil litros diários. “A linha de crédito possui prazo de até 48 meses, com cinco meses de carência. E caso o produtor pague as prestações do empréstimo em dia, este pagará somente o valor principal da parcela, sem a inclusão de juros”, explica Francisco Coqueiro, diretor de Operações da Piauí Fomento.

Para facilitar a quitação das prestações, as indústrias que compram o leite terão um papel de co-obrigação para com os produtores. Ou seja, na prática, essas usinas vão repassar 10% do faturamento da venda do leite para a empresa de fomento. Os primeiros a serem contemplados com a linha de crédito são a Bacia Leiteira de Parnaíba e o município de Elesbão Veloso. “Porém, a meta do Governo é estender essa linha de crédito para todo o Piauí“, acrescenta Francisco Coqueiro.

O produtor que desejar usufruir do Programa Fomento Leite terá que aderir ao programa Balde Cheio, desenvolvido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), e que consiste no correto manejo do gado leiteiro. A ação visa melhomelhorar a qualidade de vida das pessoas do campo, criadoras de gado, com o aumento da produção de leite, ainda que com poucos animais.

Fonte: http://www.piaui.pi.gov.br/noticias/index/categoria/2/id/11005