Você está em » Gestão
Em 03/09/2018 07:56:49

Parte da atenção médica concedida aos venezuelanos que buscam chances melhores no Brasil, a vacinação tem sido uma ferramenta fundamental para proteger os imigrantes e os próprios brasileiros. Além de garantir a imunização gratuita contra doenças, a medida é também uma exigência para todos os imigrantes que desejam receber ajuda humanitária e social no Brasil.

Com a medida, os imigrantes têm acesso a todas as vacinas que integram o Calendário Nacional de Vacinação. No total, estão disponíveis 19 vacinas para mais de 20 doenças. Assim como no caso dos brasileiros, elas são recomendadas de acordo com o público-alvo, determinado em função da idade e da condição da pessoa. Existem doses específicas para crianças, adolescentes, adultos, idosos, gestantes e povos indígenas.

Proteção

A exigência da vacinação é, acima de tudo, uma medida de proteção coletiva, para proteger toda a população. Com a entrada de venezuelanos, foi identificado o genótipo do vírus (D8) que circula no país vizinho e está está relacionado ao surto de sarampo em Roraima e no Amazonas. De acordo com dados atualizados pelo Ministério da Saúde em 28 de agosto, de todos os 1.553 casos diagnosticados no Brasil este ano, 1.211 foram no Amazonas e 300, em Roraima.

Para os venezuelanos que desejem ser levados para outras unidades da federação, por exemplo, a imunização é compulsória. Turistas, pessoas que apenas solicitarem visto de passagem pelo País e quem não necessitar do apoio social brasileiro não terão a obrigação de tomar as vacinas.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Saúde.