Você está em » Entretenimento
Em 25/09/2014 14:34:00

 A cantora Sandra de Sá se apresenta logo mais à noite em Teresina, dentro do Projeto 6 e Meia, no Theatro 4 de Setembro.  Com um timbre de voz forte e grave, a cantora e compositora tem 34 anos de carreira e já gravou 19 discos entre álbuns ao vivo, de estúdio e coletâneas. 

Por suas letras de forte conscientização social, coleciona prêmios como cantora e compositora, em diversos festivais de música brasileira, como: Troféu Imprensa: Melhor Música: Solidão (1987); Prêmio Sharp: Melhor Cantora (1988); Prêmio Sharp: Melhor Disco (1988); Troféu Imprensa: Melhor Cantora (1990); Prêmio Sharp: Melhor Cantora (1993); Prêmio Sharp: Melhor Cantora (1995); Prêmio Sharp: Melhor Música: Sozinha (1996) e 16º Prêmio da Música Brasileira: Melhor Cantora de Pop/Rock (2005).
Suas canções  se tornaram verdadeiros hits e ganharam o país, por meio das ondas de rádio e trilhas de novelas. Desde a década de 80, músicas como "Bye, Bye, tristeza", "Olhos Coloridos", "Solidão", "Retratos e canções", "Não vá" e "Joga fora no lixo" acabaram por construir o repertório de uma geração de fãs. Na dobradinha com Tim Maia em "Vale tudo", Sandra de Sá fez um dos duetos mais lembrados da MPB. 
Considerada a  rainha do soul brasileiro, Sandra traz a capital piauiense o show "Lado B", com 13 músicas de sua discografia que gravou com outros artistas, como NX Zero, Grupo Revelação e Buchecha e Melanina Carioca.
Ao convidar os artistas, Sandra de Sá avisou, "Estou convidando, para ser convidada!" - isso porque, cada artista deveria produzir sua faixa dentro de sua musicalidade. E as novidades que não param por aí, também revelam que o Lado B vem com três músicas inéditas e todos os passos devidamente registrados, para virar um documentário no final do processo de gravação.
Apresentando seu Lado B, nesse repertório selecionado, Sandra de Sá chega a Teresina na forma de show marcante, sincopado a souls, swings e vigorosas interpretações para vozes e hits melódicos da memória musical brasileira. 
O Projeto Seis & Meia corresponde pela visibilidade não só do artista nacional, como também do artista local que abre a noite de músicas no Theatro.  No show de hoje à noite, a responsável por fazer a dobradinha com Sandra de Sá é a cantora piauiense  Gabi.
Entre as melhores atrações que Gabi compôs, ao palco, está o show em que homenageou Dalva de Oliveira. Cantora de registro a agudo e afinados por vocação, a intérprete varia do melhor da MPB, bossa, sambas bossa, bossa nossa e os clássicos eterniza-dos pelas divas que preencheram os corações e ouvidos nacionais da melodia sentimental da canção brasileira.
Nesta edição do Projeto Seis & Meia, o show conspira a uma ótima noite de sons, tons e notas musicais, para vozes refinadas e canções que reúnem Sandra de Sá & Banda e a abertura local de Gabi. O Seis & Meia promete somar arte, cultura e profissão maturada. 
Fonte: Jornal Diário do Povo