Você está em » Economia
Em 27/11/2016 21:21:00

Em outubro, os preços do alface, tomate, cebola e cenoura caíram nas principais centrais de abastecimento do País, de acordo com o 11º Boletim Prohort de Comercialização de Hortigranjeiros nas Ceasas em 2016.

O boletim foi divulgado nesta terça-feira (22) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O levantamento é feito mensalmente pelo Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort) da Conab, a partir de informações fornecidas por grandes mercados atacadistas no País.

Para a análise do comportamento dos preços de outubro, foram considerados os principais entrepostos dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de janeiro, Espírito Santo, Paraná, Ceará, Pernambuco e Distrito Federal.

Clique aqui para acessar a íntegra do boletim.

Hortaliças

Os valores da cenoura variaram entre R$ 0,70/quilo na Ceasa Campinas (SP) e R$ 1,50/quilo em Recife (PE). Em Brasília, mesmo com alta de 7,64%, a hortaliça foi vendida a R$ 0,81/quilo.

O mesmo aconteceu com a cebola em Curitiba. Apesar do aumento de 9,58%, continua com um dos menores preços entre os estados analisados, R$ 1,07 o quilo.

A alface ficou 46,29% mais barata em Campinas, comercializada a R$ 2,39/quilo. Em Brasília, o preço foi ainda menor, R$ 2,29/quilo apesar do aumento de 37,58% em relação a setembro. o quilo do tomate ficou em R$ 2 em São Paulo, uma queda de 32,52%, e em R$ 2,94 em Brasília, aumento de 3,95%.

Essa tendência diversificada é explicada pelo fato da produção de ambas hortaliças ser influenciada pelas condições climáticas locais de cada região produtora.

A batata foi a única hortaliça que teve aumento de preços nas nove centrais de abastecimento analisadas devido à entressafra (quando redução na oferta). A cotação ficou entre R$ 1,47 o quilo em Belo Horizonte e R$ 2,54/quilo em Recife.

Dentre as hortaliças, destaque ainda para queda nos preços médios do espinafre (60%), alcachofra (50%), vagem (385), chuchu (27%), pepino (23%) e jiló (18%).

Frutas

Mamão e melancia ficaram mais baratas em oito das nove centrais de abastecimento analisadas. O preço da melancia variou de R$ 0,80/quilo em Recife a R$ 1,43/quilo no Rio de Janeiro.

No caso do mamão, o menor preço praticado foi observado em Belo Horizonte (R$ 1,61/ quilo) e o maior, em Brasília (R$ 2,99/ quilo), com quedas  de 7,86% e 22,37%, respectivamente.

O preço da banana também caiu em seis das nove Ceasas. A maior redução foi em Vitória (8,74%), mas o menor preço foi registrado em Recife, onde a fruta foi vendida por R$ 0,98/ quilo.

Outras frutas que registraram importante quedas nos preços foram nectarina (63%), ameixa (59%), pêssego (58%), melão (40%), jabuticaba (34%) e caqui (23%).

Fonte: Portal Brasil, com informações da Conab