Você está em » Gestão
Em 25/10/2017 07:47:43

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a reforma da Previdência deve ser votada na segunda quinzena de novembro. A fala dele ocorreu durante o evento da Câmara de Comércio França-Brasil, nesta terça-feira (24).

“O Brasil tem uma população jovem, e o gasto com Previdência é superior ao Japão e países europeus. Não é sustentável”, afirmou o ministro. Ele explicou, ainda, que a forma como fazer o cálculo do déficit da Previdência pode levar a conclusões equivocadas.

Segundo o ministro, os cálculos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência chegaram a um número final para o déficit sem levar em conta alguns dados. “Os cálculos da CPI não levam em conta todas as despesas”, argumentou.

Meirelles disse, ainda, que já é consenso que as mudanças nas regras da aposentadoria precisam ser feitas e que, se elas não forem aprovadas neste ano, dificilmente serão em 2018 por conta das eleições.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Fazenda