Política

DEPUTADO THEMÍSTOCLES SERÁ REELEITO NOVAMENTE

DEPUTADO THEMÍSTOCLES SERÁ REELEITO NOVAMENTE

 

DEPUTADO THEMÍSTOCLES SERÁ REELEITO NOVAMENTE

           

Magno Pires

 

             Políticos, jornalistas, advogados, empresários, servidores públicos e até frentistas de posto de gasolina e flanelinhas; inclusive escritores e intelectuais comentam insistentemente sobre a reeleição do deputado Themístocles Filho para a presidência da Assembleia Legislativa. Todos surpresos com a fenomenal capacidade de negociação histórica do presidente de liderar um Corpo de deputados à sua reeleição quando quase todos querem ser o candidato. Mas também são unânimes de que, dificilmente Themístocles, não será novamente ungido e vitorioso. Tuto pela forma com que atende a todos. Notadamente legisladores petistas sempre de olhos interessados na mudança de comando do Legislativo estadual; achando que “basta” de Themístocles; contudo, não atentam para o fato e a realidade do Governador Wellington Dias (PT) postular pela 4ª vez o Poder Executivo, sem apresentar uma alternativa; e sendo reeleito, também com o embasamento político partidário do próprio MDB, partido ao qual Themístocles é filiado faz três décadas; assim como Wellington o é do PT desde a criação. Criticar Themístocles por postular a 8ª reeleição, especialmente petistas e outros deputados mais afinados com o petismo, e tendo apoiado Wellington Dias na sua 4ª reeleição vitoriosa. É, portanto, uma insensatez politicamente falando.

            Ademais, quando o presidente da Assembleia, em todos esses períodos de presidente, assegurou todo o apoio ao palácio de Karnak e ao Governador Wellington. Inclusive em ante-projeto de lei, originário do Executivo, que aumentou a alíquota do ICMS. Embora um escracho, num país onde os impostos, com a sua carga planetária, levam empresas inúmeras à falência.

            Ademais, também, como proposta de um Governador filiado a um partido de esquerda e/ou de “suposta esquerda”. Teria era que eliminar e reduzir impostos pela sua ideologia e filosofia.

            A reeleição do Deputado Themístocles está assegurada. Espera-se, entretanto, que o Deputado Federal Assis Carvalho (PT) e o Senador Ciro Nogueira (PP), bem como o Governador Wellington, especialmente este, não interfiram na eleição, apresentando o deputado Hélio Isaias (PP) como eventual postulante porque esse grupo será derrotado novamente pela forte liderança de Themístocles, na Assembleia e outros poderes no Estado.

            Na reeleição passada, Themístocles derrotou dois palácios: Palácio de Karnak e da Cidade. O Palácio da Cidade, sob a liderança de Firmino Filho (PSDB), com dois votos na Assembleia “estaria” revendo condições para apoiar a reeleição de Themístocles, com os votos de Firmino Paulo (PP) e Lucy Silveira (PP). Firmino, mais pragmático, que Isaias, Assis, Ciro (PP) e Wellington alinhou-se logo à reeleição, embora as diatribes havidas entre o prefeito Firmino e Themístocles em interesses político-partidários majoritários no passado.

            O deputado federal Assis Carvalho seria o mais resistente em defesa de um candidato e também o mais afinado com os desejos imediatos do petista, do progressista e do governador, dando a entender que o Presidente da Assembleia é menos fiel ao Governismo que os citados acima. Pura desfaçatez desse grupo governista. Ninguém mais solidário ao Palácio Karnak, e aos aliados do petismo que o atual presidente da Assembleia, Themístocles Filho.

            O que o Governador Wellington Dias, o Senador Ciro Nogueira e o deputado federal Assis Carvalho fariam de melhor era cuidar, respectivamente, da gestão do Estado, da política senatorial em Brasília e da defesa de projetos do Piauí na Câmara Federal; ou fazerem declaração de apoio ao deputado Themístocles como já o fizeram, os deputados Franzé Silva (PT), Flora Isabel (PT), Oliveira, Georgiano, Gessivaldo, Gustavo Neiva. E mais: Flora Isabel, Carlos Augsuto, Wilson Brandão, Dr. Hélio, Evaldo Gomes, Janaína.E todos os deputados filiados ao MDB em número de seis. Todos se dariam muito melhor. O esgarçamento do pleito, deixará os adversários de Themístocles submetidos aos seus interesses porque, indubitavelmente, o presidente da Assembleia será reeleito para o 8º  mandato. E tudo democraticamente!...

            Projeta-se a reeleição da Assembleia Legislativa às eleições de 2020 e de 2022 que é o que pretende o grupo adversário de Themístocles; com esse comportamento, fortalece o aliado MDB àqueles eventos, notadamente o majoritário de 2022, estreitando o relacionamento e o espaço de manobra e negociação político-partidária e eleitoral, entre o Governador Wellington e a Vice-governadora Regina Souza (PT); esta eventual candidata do PT ao Governo Estadual e o MDB. O Senador Marcelo Castro (MDB), apoiado fantasticamente em sua eleição senatorial pelos petistas. Por conseguinte, é melhor o deputado Assis Carvalho, como presidente do PT, deixar de insistir nisso porque terá o mesmo destino do deputado Fábio Novo, com o seu candidato, em pleito passado, quando foi derrotado pelo peemedebista Themístocles. Pelos cálculos deste articulista o deputado Themístocles já conta com 18 votos.

           

                                                                                                                    

Magno Pires é Membro da Academia Piauiense de Letras, ex-Secretário da Administração do Piauí, Advogado da União (aposentado), jornalista, administrador de empresas, ex-consultor jurídico da Companhia Antactica Paulista (Hoje AMBEV) 32 anos. Portal www.magnopires.com.br com 111.864.502 acessos em 9 anos e quatro meses. e-mail: [email protected]