Política

O MUNICÍPIO DE BAIXA GRANDE DO RIBEIRO TEM ENCONTRO MARCADO COM O PROGRESSO

O MUNICÍPIO DE BAIXA GRANDE DO RIBEIRO TEM ENCONTRO MARCADO COM O PROGRESSO

O MUNICÍPIO DE BAIXA GRANDE DO RIBEIRO TEM ENCONTRO MARCADO COM O PROGRESSO

 

Magno Pires

              A cidade de Baixa Grande do Ribeiro está 583 km distante de Teresina. O município tem uma área de 7.808 km2, sendo o segundo maior da região dos Cerrados e do Piauí perdendo apenas para Uruçuí, que é o maior, com 8.411 km2, e uma população de 11.302 habitantes.

              O município recebeu forte influência de investimentos, com projetos aprovados pela SUDENE, tendo a entidade municipal se fortalecido à época, com os recursos financeiros incentivados da Autarquia regional. Inclusive a sua formação, criação e posterior autonomia foram respaldadas pelo enorme poder dos empreendedores que instalaram os seus projetos de criatório de gado no município.

              Faço essas considerações sobre Baixa Grande do Ribeiro porque é um dos municípios da região que mais recebe investidores para instalação de projetos e/ou fazendas para o plantio de soja, milho, algodão e arroz. As suas terras são de excelentes qualidades, com aguadas, várzeas, pântanos que favorecem o plantio da lavoura.

              Este município, bem antes de sua constituição e/ou autonomia político-administrativa, devida às grandes secas que se abatiam sobre o Nordeste e o Piauí, “pessoas oriundas dessas regiões secas e/ou do semiárido dos municípios de Canto do Buriti, São Raimundo Nonato, São João do Piauí, Caracol, Gilbués e até de remanço na Bahia, atraídos pelos solos férteis e bacia hidrográfica privilegiados, fixaram-se às margens dos rios, ricos em vales úmidos, propícios à agricultura da época de entresafra e a criação de gado.” (extraído do livro municípios à página 46)

              Baixa Grande do Ribeiro limita-se com os municípios de Uruçuí, com 8.411km2; Currais 3.156 km2; Bom Jesus 469 km2; Gilbués 3.495 km2 e Santa Filomena 5.285 km2, todos somando uma área total de 20.818 m2, e uma população de ordem de 63.664 habitantes, com uma densidade demográfica de 3,058 pessoas por km2.

              As perspectivas de desenvolvimento desse município são muito grandes. Os investidores instalam-se em seu território, atraídos pela excelente qualidade das terras que são férteis, pela altitude e os índices pluviométricos elevados. As vantagens naturais diferem dos circunvizinhos, embora estejam praticamente no mesmo contexto ou platô territorial dos vizinhos. É apenas uma continuidade das enormes áreas que compõem toda a vasta área territorial.

              A tendência é de Baixa Grande do Ribeiro, com os seus grandes projetos de plantio de culturas agrícolas, como soja, milho, algodão e criatório de gado crescer em maior velocidade que todos os vizinhos.

              Entretanto, o município não ficou apegado apenas a uma matriz econômica agrícola e agropastoril – as maiores – mas se diversificou com um comércio regular e um setor de serviços para apoio aos projetos e/ou fazendas agrícolas. A Construção Civil é forte da cidade, com vários armazéns para negociação de produtos para a construção civil.

              Baixa Grande do Ribeiro vai ultrapassar economicamente Ribeiro Gonçalves; tornar-se um pujante centro de negócios com vida própria; independente de seus vizinhos, embora entrelaçados, porque agrega, com grande velocidade e em pequeno espaço de tempo, novos valores sociais, econômicos, financeiros e culturais, demandados dos novos empreendedores, que chegam constantemente ao município à procura de áreas para implantar novos investimentos. É uma economia de área dinâmica. E de grande expectativa de desenvolvimento, com futuro de grandiosos eventos do agronegócio.

Magno Pires é Membro da Academia Piauiense de Letras e o Vice-presidente, ex-Secretário da Administração do Piauí, Advogado da União (aposentado), jornalista, administrador de empresas, Portal www.magnopires.com.br, e-mail: [email protected]