Política

REELEIÇÃO NA ASSEMBLEIA HAVERÁ ACORDO COM DESISTÊNCIA DE HÉLIO ISAIAS

REELEIÇÃO NA ASSEMBLEIA HAVERÁ ACORDO COM DESISTÊNCIA DE HÉLIO ISAIAS

REELEIÇÃO NA ASSEMBLEIA HAVERÁ ACORDO COM DESISTÊNCIA DE HÉLIO ISAIAS

           

Magno Pires

 

            O MDB está unido em defesa da reeleição do Deputado Themístocles Filho à Assembleia Legislativa do Piauí. Todos os deputados da sigla, inclusive o Senador Marcelo Castro, fizeram-se presente na residência do deputado estadual Henrique Pires, recém eleito, em almoço promovido pela agremiação para consolidar posições e reratificar o apoio ao peemedebista filho de Esperantina.

            Para este Portal e para este articulista não há nenhuma dúvida sobre a vitória de Themístocles. Até porque, petistas e progressistas estão apoiando a reeleição do emedebista o que desfalca as pretensões de oposicionistas à reeleição.

            Os deputados Wilson Brandão (PP), Franzé e Flora Isabel, ambos do PT, são eleitores declarados de Themístocles, além de outros que preferem o anonimato. E com a posição consolidada do candidato emedebista, com vários apoios de outras agremiações, já declarados, será o suficiente para consagrar-se reeleito.

            Já dissemos também que o melhor que o deputado Hélio Isaias (PP) fazia era promover um acordo e/ou consenso, atrelando-se à chapa vitoriosa, ocupando um lugar na Mesa Diretora, com o que concorda Themístocles.

            Entretanto, excluir o dr. Hélio da Vice-presidência, que já acertou, não seria o melhor caminho e/ou decisão. Contudo, se o deputado dr. Hélio concordar tudo bem. A habilidade de Themístocles é muito grande, portanto, terá capacidade para negociar isso “com o deputado filho de Parnaíba, oferecendo-lhe outro cargo em compensação.

            O Senador Ciro Nogueira, presidente do Progressistas, com pretensões de ser eventual candidato ao governo estadual em 2022, poderia deixar essa “briga” sobre a reeleição da Assembleia, apenas com os deputados do seu partido. Pois, para um postulante ao governo estadual, não fica bem discutir essa matéria. Pode ganhar votos e/ou consolidar os do seu partido, mas perderá muito mais. As outras agremiações, inclusive o MDB, não ficarão satisfeitas com essa intromissão, que não é indecisa, porém, é extremamente inoportuna. É muito melhor o Senador abandonar essa posição e falar e/ou promover um acordo com o candidato favorito ao pleito, deputado Themístocles.

            O Governador Wellington Dias (PT) adiou novamente a sua viagem de retorno ao Piauí para 5/2, tudo após a eleição na Assembleia.

            O Governador pode até está se livrando de uma enorme confusão local, com o assédio de seus partidários petistas e progressistas, a favor de Hélio Isaias, mas, com certeza, o seu telefone e o de sua esposa Rejane Dias não deixarão de tocar insistentemente. Petistas e Progressistas procurando-os para discutir sobre a reeleição na Assembleia.

            O Governador Wellington Dias (PT) fará muito bem não entrado nessa “briga” pela reeleição. O MDB é coligado importantíssimo desde a primeira hora e o deputado Themístocles tem apoiado todas as mensagens do Executivo no parlamento estadual.Então, para que mudar, se tudo está bem para o Governador? é para atender o deputado Assis Carvalho (PT) que o governador vai entrar nessa “disputa”? e todos concordam que a reeleição na Assembleia é muito maior que o deputado Assis, embora o seu prestígio se reelegendo deputado federal pela 3ª vez. Consenso! é a melhor decisão, como quer o Senador Marcelo Castro.

           

Magno Pires é Membro da Academia Piauiense de Letras, ex-Secretário de Administração do Piauí, Advogado da União (aposentado), jornalista, administrador de empresas, ex-consultor jurídico da Companhia Antactica Paulista (Hoje AMBEV) 32 anos. Portal www.magnopires.com.br com 112.864.502 acessos em 9 anos e quatro meses. e-mail: [email protected]