Política

SUCESSÃO MUNICIPAL DE 2020 EM TIMON

SUCESSÃO MUNICIPAL DE 2020 EM TIMON

SUCESSÃO MUNICIPAL DE 2020 EM TIMON

 

Magno Pires

 

              Enfatizo, persistentemente, que o município de Timon, Estado do Maranhão, tem apenas duas fortes lideranças: a ex-prefeita e professora Socorro Waquim e o ex-prefeito Chico Leitoa. Elas polarizam as eleições municipais. E dificilmente qualquer outro político abrirá espaço entre essas duas tradicionais lideranças. O poder político timonense está dividido entre Socorro Waquim e Chico Leitoa. Eles não têm concorrentes. Apenas concorrem entre si qualquer que seja o cenário eleitoral. Timon, entretanto, parece que habituara-se sob as ordens e o poder político e a liderança desses dois líderes timoneiros. E não admitem outra alternativa. E a prova provada está nesta eleição de novembro/2020. O ex-prefeito Chico Leitoa, não concorre por questão jurídica impeditiva na Justiça Eleitoral e coloca a profa. Dinair para disputar com Socorro Waquim, mesmo não sendo páreo para a forte adversária Socorro. Mas Chico, certamente porque elegeu e reelegeu o filho Luciano Leitoa, presume que elegeria qualquer pessoa e/ou porte contra Socorro Waquim. Ledo engano!  Socorro Waquim deveria estar disputando era contra Chico, o seu adversário histórico, que, aí sim, a disputa era compatível e equilibrada com o poder da ex-prefeita Socorro.

              Há igualdade de poderes políticos entre ambas as lideranças junto a sociedade timonense. Como Chico não concorre e/ou não está na disputa, não há equilíbrio eleitoral, com  proeminência e predominância da enorme liderança de Socorro Waquim sobre Dinair. Justamente, repita-se, porque não é Chico Leitoa o que concorre com Socorro Waquim. E a tendência é de Socorro sobrepor Dinair e tornar-se vitoriosa no evento.

              O timonense sabe o quanto Socorro Waquim construiu em Timon nos seus oito anos de gestão. Foi profícua, produtiva e demonstrou forte poder gerencial, com a construção de vários bens públicos que, se excluir o que ela fizera no município, não restará grande serventia, porque ela foi incansável para levar aos timonenses obras de alto sentido social, econômico e cultural, que se eternizaram, e que ainda hoje são motivos de orgulho para todos os seus filhos e os visitantes.

              As finanças públicas do município ficaram saneadas. A administração superior em grau de grande satisfação. Não houve desvio de recursos públicos. E nem sequer má gestão e aplicação. Diferentemente do adversário que não pode candidatar-se porque houve impedimento na Justiça Eleitoral. E Socorro Waquim segue livre de ações que lhe constrangem, que lhe obstacularizam, o direito líquido e certo de candidatar-se a prefeita da Cidade que tanto ama, enaltece, engrandece e respeita com reflexo favorável em todos os cidadãos timonenses.

              Por conseguinte, o timoneiro não tem outra alternativa, neste evento eleitoral de 2020, senão eleger Socorro Waquim, em 15/11/2020, com a certeza induvidosa e inquebrantável de que fará a melhor escolha pata Timon preservar o meio ambiente e sua identidade de Cidade das Flores, dos rios, dos riachos, das lagos, dos brejos, das várzeas, das baixadas, das vazantes, dos babaçuais, dos buritizeiros, dos balneários, do Santo Padroeiro, do polo cerâmico, etc., etc.; finalmente, da seriedade e honestidade na gestão da coisa pública, com uma professora que já demonstrou sua vasta experiência e sua larga capacidade de gerenciar honesta e eficazmente a coisa pública e os bens do povo de Timon.

             

 

Magno Pires é Membro da Academia Piauiense de Letras e o Vice-presidente, ex-Secretário da Administração do Piauí, Advogado da União (aposentado), jornalista, administrador de empresas, Portal www.magnopires.com.br, e-mail: [email protected]